Muito além dos Rubis

rubis-meio

Esse é o valor da mulher cristã, segundo o livro de provérbios:

 

“Mulher virtuosa quem a achará, o seu valor muito excede o dos rubis” (Pv 31.10).

 

Assim o é também o valor da esposa de um pastor, que sofre com ele, alegra-se com ele, o ouve e aconselha e, principalmente, o ajuda em seu ministério.

Não é tarefa fácil ser uma esposa de pastor. Para ela é difícil ter uma amiga no seio da igreja em que possa confiar integralmente a ponto de desabafar e sentir alívio em seu coração. Sente-se solitária e também por isso, passa a depender mais e mais do maior conselheiro e amigo: Jesus Cristo, a quem torna seu confidente e em que deposita suas preocupações e anseios. Para a esposa do pastor, também é difícil ser aquela para quem os olhares se voltam e por quem surgem os comentários: ela sorri pouco, está sempre de cara fechada ou ela sorri demais, assim despertará atenções indevidas.

Parece aquele texto do evangelho de Mateus, quando Jesus falava sobre a sua geração que não se contentava com nada: “Veio João, que não comia nem bebia, e dizem: Tem demônio; e veio o Filho do homem, comendo e bebendo e dizem: É um glutão e beberrão, amigo de publicanos e pecadores. Mas a sabedoria é comprovada
por suas obras” (Mt 11.18-19).
Querida esposa de pastor, independente de quaisquer comentários humanos, que a sabedoria seja comprovada por suas obras. Não se entristeça com a falta de reconhecimento, com a falta de amizades sinceras, com a falta até mesmo de ter seu esposo sentado ao seu lado no momento dos cultos.

Aprenda e pratique a sabedoria de se contentar em ser uma mulher cristã, cheia da graça de Deus, criada com carinho por Ele e sinta-se feliz com seu amor e cuidado diário. Você é uma mulher cristã e seu valor excede aos dos rubis.

Finas jóias jamais perdem seu valor, a mulher cristã, criada por Deus e resgatada por Cristo jamais deixará de ser valiosa. Philip Yancey, excelente escritor cristão, afirmou que: “O valor não depende de raça ou de status, mas da imagem de Deus que a pessoa traz em si. Nenhum esforço para melhorar a beleza física tem relevância no outro mundo”.

No céu, a esposa de pastor receberá uma herança que jamais poderá perecer, macular-se ou perder seu valor (I Pe 1.4). Mas, ela não deve apenas se conformar em ir para o céu, mas crescer como imitadora de Cristo até que o caráter dEle seja formado nela.

A mulher que segue os ensinos de Jesus despreza os padrões do mundo. Ela sabe que algumas vezes tem de realizar coisas urgentes e deixar de lado coisas importantes, mas não inverte sua escala de valores, pois entende que se o fizer colherá frutos amargos de sua má escolha.

A sábia esposa de pastor prefere agir como Maria e não como Marta (Lc 10.38-42) e pede constantemente sabedoria a Deus para investir mais no que é realmente valioso e que nunca lhe será tirado do que em coisas materiais que só permanecerão por um curto espaço de tempo (Mt 6.19-20).

Ela sabe que é filha amada, na qual o Senhor tem prazer e seu objetivo maior na vida é agradá-Lo. Sabe que é poema de Deus e perfume de Cristo (II Co 2.15), portanto ama a si mesma e aceita a fase pela qual está passando, sabendo que tudo coopera para o bem dos que amam a Deus (Rm 8.28).

A mulher cristã tem coragem e motivação do Espírito Santo para mudar nela o que for necessário. Sabe o que quer da vida e entende que a vontade de Deus para ela é boa, perfeita e agradável (Rm 12.2).

Ela limpa constantemente seu coração para brilhar e santificar o mundo ao seu redor (Fl 2.15).

Quando uma esposa de pastor vive pelos padrões da época atual, ela cria expectativas irreais e pode se frustrar por achar que está aquém do que esperam dela. Já aquela
que não é motivada pela busca de reconhecimento dos homens, entende que sua identidade não depende daquilo que faz, mas sim daquilo que é: filha amada, criada e salva por Deus (Is 43.1). Ela vive com alegria, fé, amor e paz, pois desfruta do fruto do Espírito Santo que lhe dá domínio próprio, segurança e esperança no futuro (Gl 5.22-26).

O apóstolo Paulo declara “A mulher é a glória do homem” (I Co 11.7) e em Provérbios 18.22 está escrito: “O que acha uma esposa, acha o bem e alcançou a benevolência do Senhor”.

Aquele que se casa com uma mulher verdadeiramente cristã poderá se sentir o homem mais rico do mundo. Pastores casados com mulheres assim têm ministérios frutíferos. No primeiro domingo de março será comemorado o Dia da esposa do pastor e, graças são dadas a Deus pelas esposas de pastores que não esperam honras humanas porque sabem que: “A mulher que teme ao Senhor, essa será louvada” (Pv 31.30).
Que todas as esposas de pastores celebrem esse dia, agradecendo o fato de ter Cristo como Senhor e Salvador o que as torna mais valorosas do que rubis.